#ONFS

sábado, 5 de setembro de 2015

Sobre dias negros

Nuvens caminhantes se fecham hiperbólicas,
Destinadas à demora me desatinam
Pelo ar.
Ondas em correnteza engolem cada alma,
Vira-mundo, vira-mar, vou-me embora
Navegar.
Ponteiros calorosos se perdem nas próprias horas,
Meio da tarde e eu já quero ir afora
Clarear.

Nenhum comentário:

Postar um comentário